terça-feira, 6 de junho de 2017

A Igreja de Cristo possui um "padrão visual"?

A Igreja de Cristo possui um "padrão visual"? Ela segue normas "estéticas"? Estas perguntas vêm à tona quando nos deparamos com as restrições a roupas, cortes de cabelo, barba etc. que muitas denominações impõem aos seus adeptos. As respostas que ouvimos sobre tais coisas muitas vezes são simplesmente que este ou aquele corte de cabelo ou que esta ou aquela roupa fogem aos "padrões" (visuais/estéticos) da denominação, e nada mais.

Entretanto, o que isto diz respeito à vida espiritual das pessoas? Se não é pecado um homem usar barba, ou uma mulher vestir uma calça comprida, por exemplo, o que autoriza as instituições religiosas a criarem normas de usos e costumes que proíbam tais coisas?

O que o Novo Testamento exige no tocante aos usos e costumes é somente três quesitos: modéstia, decência e discrição (1 Timóteo 2:9 nvi). Portanto, o que fugir disto é inadequado e o que estiver dentro destes padrões é adequado, mesmo que o pastor, ancião ou bispo da igreja X ou Y achem "feio" ou "desagradável". O moral e o ético de acordo com o Evangelho é a roupa, o corte de cabelo, a barba e o adorno que respeitem a modéstia, a decência e a discrição.

De fato, existem "calças" e "calças" femininas: as decentes e as indecentes. De igual modo, existem os "ternos" e os "ternos": os que seguem à modéstia e a discrição e os de luxo, usados para satisfazer à vaidade dos seus donos. Além disso, nem toda saia e nem todo vestido longo são exatamente discretos ou modestos... Como vemos, não é possível estabelecer regras rígidas sobre vestes ou mesmo ornamentos, pois existem adornos perfeitamente discretos. Já no tocante à barba ou bigode, estas coisas são tão pessoais que nem deveriam ser questionadas: suas proibições obedecem unicamente aos caprichos estéticos de alguém.

A verdadeira Igreja de Deus na Terra (com "I" maiúsculo) é composta por tantos quantos aceitaram o sacrifício redentor de Cristo e seguem o seu Evangelho. O "vinde a mim" de Jesus é para todos esses, sejam barbudos ou barbeados; sejam mulheres de calças ou de saias; seja para aqueles que não usam nenhum adorno ou para aqueles que usam com discrição e glorificam a Deus por isso. O que passar disto é doutrina de homens.